06/12/2018

SUSTENTABILIDADE - Caerr fortalece parceria com associações de catadores e entrega resíduos recicláveis coletados na empresa

Nos dias atuais, em que a sustentabilidade é um dos temas mais discutidos em todo o mundo, a Caerr (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) reforça as ações ambientais voltadas para a sustentabilidade, com foco na preservação do meio ambiente, entre elas, a parceria com entidades que atuam no reaproveitamento de materiais recicláveis que, em vez de ir para o lixo e se tornar um agente poluidor, podem ser reciclados.   

Nesta quinta-feira, 06, a Companhia fez a entrega de quase uma tonelada de resíduos recicláveis, entre papel, caixas de papelão e restos de material plástico,  para a Associação de Catadores Terra Viva, uma das entidades parceiras da empresa.

De acordo com o presidente da Caerr, Danque Esbell, a ação é uma das estratégias adotadas para tornar a empresa sustentável.

“Foram arrecadados pelo menos 974,80 quilos de resíduos, resultado do envolvimento de boa parte dos colaboradores que abraçaram a causa  e atenderam ao chamado, fazendo o recolhimento adequado do material administrativo utilizado nos setores da empresa. Para nós é gratificante ter um resultado positivo como esse”, enfatizou o presidente.

A iniciativa de fazer o recolhimento do material nos setores administrativos da empresa é coordenada pelo NMA (Núcleo de Meio Ambiente), que executa o Programa Caerr Socioambiental,  com atividades de sensibilização da sociedade, sobre a importância da atitudes sustentáveis que contribuam para a preservação do meio ambiente e o bem estar coletivo.

“A proposta é que todo o material que a empresa utiliza nos setores administrativos, entre papel, caixa de papelão, restos de conexões em vez de ir para o lixo sejam recolhidos pelos próprios setores e passem  a integrar a lista de materiais recicláveis que  a Caerr doa para as associações. Hoje por exemplo, todo esse resíduo reciclável deixou de ir pro lixo e nesse sentido a empresa, além de contribuir com o meio ambiente, tem ajudado socialmente as famílias que irão vender esse material e vão ganhar dinheiro com isso”, enfatizou Airlene Carvalho, chefe do NMA.

06/12/2018 21:24 - Ascom/Caerr
Compartilhe: